sexta-feira, 23 de julho de 2010

Abandono

Quando a porta 
se fechou,
lá fora ficaram
os planos,
a esperança,
e os amores
não vividos,
sentei-me à mesa
e bebi   a minha
 taça de fel
acompanhado da
solidão.

Wanderley Elian

34 comentários:

  1. Meu querido, me deixa sentar nessa mesa ai contigo.
    Das conversas de amigos, das trocas vividas, o fel vira o mel.

    Um abração meu!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. O abandono
    A porta se fecha
    os planos se vão os amores
    abandonados estes ficarão...
    Resta apenas, como alento
    o brinde da solidão. "tim tim"

    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Muito bonito. É difícil mesmo viver com as portas fechadas, por um tempo tudo bem, mas não curto, não acho digno! rs Bju!

    ResponderExcluir
  4. Meu amigo, acho que às vezes precisamos nos sentar sozinhos e assim passar um tempo até que nos sintarmos fortes o suficiente para abrirmos a porta.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  5. Hummm, bem triste e solitário. Para te animar um pouquinho, quero lhe agradecer imensamente a visita e comentários em meu blog, e dizer que fiquei emocionado ao ler seu comentário, 39 anos não é para qualquer casal, meus PARABÉNS. Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Querido amigo Vanderley, nada entendo de abandono, só de amor e de esperar...abra as portas deixe o sol entrar, troque o fel por mel e ame...Beijocas

    ResponderExcluir
  7. Oi Wanderley!

    Puxa, depois de um tempinho sumida, a carapuça até que me serviu...

    Lindo texto, embora um tanto melancólico. Visual belíssimo também.

    Beijoca!

    ResponderExcluir
  8. Wanderley meu amigo,
    Saiba que as vezes não comento, mas sempre estou prestigiando de perto..
    Não se preocupe, a solidão nos engrandece
    Deixo meu abraço!

    ResponderExcluir
  9. Incrivél nossa capacidade
    A porta pode se fechar
    Mas temos de convir
    Somos nós quem adentramos
    Ou saímos
    Quem nos acompanha
    A saudade
    Se faz convidada
    Quando na verdade nem fora chamada
    Mas esta presente, para lembrar-nos
    Da porta outrora adentrada.

    Abraços Wandeley.

    ResponderExcluir
  10. Bonito ,amigo. De vez em quado dou uma golada nessa taça. Um abraço

    ResponderExcluir
  11. Una imagen y texto que transmite soledad, tristeza, como cuando uno abandona ese lugar en el que tantos momentos vivió, un saludo

    ResponderExcluir
  12. POIS EH BRÓDER E COMPLICADO, QNDO A PORTA ESTA FECHADA PQ NAO TEMOS PACIENCIA EM ESPERAR O NOSSO MOMENTO, NEM TUDO E DO NOSSO JEITO...............MAS NUNCA DEVEMOS PERDER A ESPERANÇA, ESPEREMOS O TEMPO DE DEUS AI SIM VEREMOS NOSSA VITORIA .....MUITO BOM AMIGO SEU POST FALOU DIRETAMENTE COMIGO ABROÇO ADOREI COMO SEMPRE ADORO SUAS ESCRITAS

    MARQUINHOS

    ResponderExcluir
  13. Sei perfeitamente o que é isso,,,belo, triste e forte poema,,,abraços de otimo final de semana.

    ResponderExcluir
  14. E nessas horas, a solidão acaba se tornando amiga, companheira, fazer o quê... Lindos versos, sonoramente reais. Beijos pra ti e ótimo final de semana!

    ResponderExcluir
  15. A solidão é fera, solidão devora....
    Bj.

    ResponderExcluir
  16. Garçon!
    Porção dupla de esperança para a mesa 7.

    ResponderExcluir
  17. Nossa a solidão é minha companhia...aff.

    Saudades de passar por aqui amigo...belo seu espaço como sempre.


    abraços


    Hugo

    ResponderExcluir
  18. as vezes eu gosto de ficar só, mas não quando vc não quer ficar s[o, é ruim mesmo :/

    ResponderExcluir
  19. Ando em tempo de silêcnio e solidão...Bj*

    ResponderExcluir
  20. Meu querido, lindo e tristes teus versos...solidão vez ou outra sempre insiste em nos acompanhar...
    Beijinhos...
    Valéria

    ResponderExcluir
  21. ai ai ... estou assim por aqui ... me sentindo um traste jogado ... cadê voce?

    bjux

    ;-(

    ResponderExcluir
  22. Nao a nada q doa mais q ser abandonada.

    bjs
    Insana

    ResponderExcluir
  23. Olá caro amigo Wanderley Elian, que belo e profundo seu poema, e a solidão...!!

    forte abraço

    C@urosa

    ResponderExcluir
  24. Querido amigo, tenha um lindo final de semana...Beijocas

    ResponderExcluir
  25. Não importa quantas coisas se vão...o importante é se encontrar em nós, não deixar de acreditar na beleza de nossos sonhos, na beleza de nossos versos, na fortaleza de nossos corações...

    ...ameiii a poesia...rs!!!

    Um ótimo fds pra você, Blogbeijoooos!

    ResponderExcluir
  26. Contundente! Mas prefiro trazer os sonhos, a alegria para dentro e deixar o fel do lado de fora. Mas sei que nem sempre isso é possível. Teu poema é 10!

    abraços

    ResponderExcluir
  27. Meu querido
    Como eu sei bem do que fala o seu poema, escrito com a alma.

    beijinhos
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  28. ...eita mas é ruim quando isso acontece...
    Bom mesmo é ler de alguém uma dor tão difícil de sentir mas que pareceu-me tão facíl grafar.
    Minha admiração.
    Bjs Wanderley
    Mila Lopes

    ResponderExcluir
  29. Lindo texto meu amigo, parabéns.
    Abraço

    Joe Luigi

    ResponderExcluir
  30. Esse século morto pesa-nos demais
    Dentro da cabeça!
    Deixem-nos em paz...
    Sim, estou chorando
    Obrigado moço...

    Tácito

    ResponderExcluir
  31. Que bom que existem portas internas que se abrem quando as externas se fecham e preenchemos a alma de sentidos...Abraço carinhoso.

    ResponderExcluir
  32. Oi Wanderley, que saudadesssssssss.
    Vivo passando por essa situação muitas vezes...bebera da taça de fel, acompanhada pela solidão.

    Beijos, muitos amigo querido.
    Te adoro.

    ResponderExcluir

passou por aqui . deixe sua impressão . obrigado

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...