terça-feira, 20 de abril de 2010

Saber morrer




É hora de partir, meus irmãos , minhas irmãs.
Eu já devolvi as chaves de minha porta,
e desisto de qualquer direito à minha casa.
Fomos vizinhos durante muito tempo
e recebi mais do que pude dar.
Agora vai raiando o dia
e a lâmpada que ilumina o meu canto escuro,
apagou-se.
Veio a intimação e estou pronto para
a minha jornada.
Não perguntem o que levo comigo:
Sigo de mãos vazias e coração confiante.

Rabindranath Tagore

Wanderley Elian

35 comentários:

  1. uffff, tremenda profundidad. un tema muy interesante. por ese momento de libertad vale la pena haber vivido en paz.
    un abrazo

    ResponderExcluir
  2. Linda foto da cadeira vazia e só .
    Assim chegamos e partimos.
    Confiantes..
    muitos abraços , todos

    ResponderExcluir
  3. Não, não pergunto, é segredo. Só sei que *és ao mesmo tempo o céu e o ninho.
    Meu belo amigo, aqui no ninho,
    o teu amor prende a alma
    com mil cores,
    cores e músicas.
    Chega a manhã,
    trazendo na mão a cesta de oiro,
    com a grinalda da formosura,
    para coroar a terra em silêncio!
    Chega a noite pelas veredas não andadas
    dos prados solitários,
    já abandonados pelos rebanhos!
    Traz, na sua bilha de oiro,
    a fresca bebida da paz,
    recolhida
    no mar ocidental do descanso.
    Mas onde o céu infinito se abre,
    para que a alma possa voar,
    reina a branca claridade imaculada.
    Ali não há dia nem noite,
    nem forma, nem cor,
    nem sequer nunca, nunca,
    uma palavra!

    Rabindranath Tagore*

    Bom Dia, Wanderley!
    Amei!
    Beijos, querido!

    ResponderExcluir
  4. Fantástico Wanderley! Este poema fala daquilo em que acredito! E eu acredito que nascer e morrer são ciclos que se abrem e que se fecham. A nossa única missão é viver... o que não é fácil, mas também acredito que devemos sempre viver de coração aberto praticando o bem a cada esquina... para que na hora da morte possamos efectivamente "entregar a chave" (...) "ir de mãos vazias e coração aberto".

    Muito boa esta ta escolha!

    Beijinho**

    ResponderExcluir
  5. Querido Wanderley, belíssimo poema de Tagore...quem dera nós conseguíssemos ser assim desapegados, entender o momento de ir...devemos sim, nos preparar para este momento, aqui nesta vida terrena e nunca nos esquecermos que nada material levaremos, somente a essência verdadeira que tivermos cultivado em nosso interior.
    Beijos...amigo

    ResponderExcluir
  6. Ufaaaaa....é só um lindo poema, por um momento pensei ser mais um querido amigo deixando a blogosfera.
    Bela partilha meu anjo.


    Um beijo no teu coração.

    ResponderExcluir
  7. Bem profundo mesmo... Mas adorei...

    Abração amigo...

    Sobre o Cruzeiro, resta torcer pela libertadores que é bem mais importante que o camp Mineiro... Mas é vexame mesmo por causa da tradição não é? Bora secar o Atlético?????????????kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

    Abraços...

    ResponderExcluir
  8. É profundo,,,é real...mas vamos discutir isso não,,,rs...rs...deixa rolar o tempo,,,,vamos adiando,,,,,abraços de bom dia pra ti ....

    p.s. inacreditavel....o burrão continua,,,impossivel isso,,,,

    ResponderExcluir
  9. Que,
    vivamos bem!enquanto há vida.
    Morreremos bem!quando chegar o raiar da partida.
    Solenemente,iremos, e bem!...rs

    Enquanto isso...
    morrer não importa, pior é, deixar de viver.

    "um corpo quente não morre!
    quente de amor, quente de querer,
    vontade de viver" Eu. IT

    Nossa! Wanderley, vontade de dizer mais...
    são tantas palavras, a serem ditas ainda.
    Aqui e lá...

    ResponderExcluir
  10. Esse é o destino de todos nós. O importante é aproveitarmos o máximo a vida, seguindo sempre o caminho do bem, para quando chegar a hora partirmos com resignação. Belo poema, muito profundo. Linda escolha.

    Abraços e fique com DEUS.

    Furtado.

    ResponderExcluir
  11. Tenhes achado cada texto profundamente forte, estamos sempre a fazer uma analize e questionamento sobre todos eles para absorver o conteúdo.
    Perfeito...
    Abraços.

    ResponderExcluir
  12. Chegadas e despedidas... e assim vamos vivendo!
    Beijo de terça.
    Jr.

    ResponderExcluir
  13. Este poema de Tagore, transmite bem a necessidade que temos de renovação. De deixarmos para trás, fatos e pessoas que mesmo nos sendo caras, fatalmente ficarão no passado.
    A foto da cadeira, diz tudo...
    Um abração!

    ResponderExcluir
  14. Wanderley
    Muito profundo este poema, é uma coisa que todos temos certo...é bom ir sem olhar para tráz, o que é dificil...

    Deixo um beijinho carinhoso.

    Sonhadora

    ResponderExcluir
  15. Verso inspirador:D

    Boa semana!

    Abc

    ResponderExcluir
  16. Wanderley,
    rapaz, adoro Tagore. Li recentemente Çaturanga, como toda obra dele, um clássico.

    Um abração!

    ResponderExcluir
  17. Wanderley,
    Neste momento e, em algum lugar cada um de nós protagoniza a vivência da vida, no enorme e, surpreendente palco que é a vida. Crescendo, observando, apreendendo, ensinando e, acima de tudo amando o nosso semelhante e, o que nos rodeia … Mas, um dia Wanderley a cena - vivência - sai de palco e, termina quando o pano vagarosamente ou abruptamente se fechar.

    Nesse instante, confesso que é ambição minha que os aplausos daqueles que me são valiosos sejam audíveis no entendimento que a minha actuação - vivência - no palco da vida foi admirada, e, inigualável.

    Um beijinho de admiração de mim para si no término do dia que se irá sentir.

    Ana

    ResponderExcluir
  18. Profundo e tocante. Revela a consciência que deveria morar em todos nós: da finitude, da pequenez e das limitações de nossas existências. Se não estamos aqui pra coexistir e interagir na inteireza do termo, então pra que é??? Entreguemos a chave e nos tornemos atores felizes desse grande espetáculo, até que chegue o dia de entregarmos as chaves. Beijo, querido ;)

    ResponderExcluir
  19. Oi!
    Muito intensas essas palavras, sei que é o destino de todos nós, mas confesso que não gosto nem de pensar nesse momento. Ainda mais depois que somos mãe e pai.
    Tenha uma ótima tarde.
    Bj

    ResponderExcluir
  20. Sempre nos oferecendo esses deliciosos socos no estômago, né???? Hehehehe!!!!!! Vacantinha do teu coração é MUITOOOOOOOO melhor... hahahaha!!!!!! Hugzão, guri!!!!!

    ResponderExcluir
  21. Meu amigo Wanderley e esse "TAGORE"... Simplesmente show, para mim, Espírito evoluído e que sabe transmitir em palavras recados de irmãos abençoados, afinal o que se leva desta vida se não, mãos vazias e o coração carregado de ações que fizemos. Um beijo inspirado p ti.

    ResponderExcluir
  22. [ler, reler, ler, reler... inspirar!]

    um imenso abraço, Wanderley

    Leonardo B.

    ResponderExcluir
  23. Lindo, lindo e lindo. Cumpriu sua missão, com certeza, e segue em busca de outra.
    Wanderley,a sincronicidade texto/fotografia ficou perfeita. Parabéns!!

    Beijosss, menino.[rs]

    ResponderExcluir
  24. muito bom seu blog
    convido vc a dar uma conferida no meu humilde blogsinho e se gostar siga
    será um prazer te-lo presente la
    www.thmemo.blogspot.com

    grande abraço

    ResponderExcluir
  25. Olá meu caro amigo Wanderley Elian, e tudo se passa ou acaba no coração, e a eternidade de paz é o nosso destino...

    paz e harmonia,

    forte abraço

    C@urosa

    ResponderExcluir
  26. Maravilhoooooooooooooso.
    Parabénsssssssssssssss, sempreeeeeeeeeeeeeeeeeee.
    Pois é amado.Aquela história de quem espera sempre alcança já ñ funciona e nem convence, ou vc sai em busca do que quer ou espera sentado pq cansa e muiiiiiiiiito.
    Beijokas meu lindão.

    ResponderExcluir
  27. TOCANTE...!!!
    Parabéns WANDERLEY
    Abç
    G.J.

    ResponderExcluir
  28. Fantástico! Um poema pra se pensar e pensar e pensar!
    Parabéns pelo post.
    Beijo grande.
    http://marliborges.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  29. Muito forte!
    Eu não saberia ser tão leve, num momento tão pesado.

    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  30. A coerencia desta decisão ,nos leva de imediato ao caminho da evolução.
    O que fazemos de bem hoje é o resultado de um futuro tranquilo.
    Belo texto ,parabens
    abraços afetuosos

    ResponderExcluir
  31. Devemos sempre ter coragem, enfrentar nossos sonhos e encher o coração de força!
    Um abraço Wanderley

    ResponderExcluir
  32. Olá amiga!!Tagore sempre maravilhoso!

    sou o que sou sem o ser,
    uma invisível maré
    um vai e vem sem sentido,
    no querer partir, ficando,
    ausente, rumando ao mar.

    Feliz FDS e beijos na alma!

    ResponderExcluir
  33. Adorei...gostei muito...
    É incrível esse nosso mundo virtual, nos esbarramos com belissímas obras dignas de tantos aplausos, que o dia agitado e cinzento, às vezes nos faz esquecer.
    Adorei a forma como sente e escreve
    beijos

    ResponderExcluir
  34. Oi meu querido Wanderley, apesar de estar passando por séria crise de pânico, consegui ler sua postagem até o final.

    Mas fico por aqui...

    Beijos com saudades e pedindo perdão por minha ausência.

    ResponderExcluir

passou por aqui . deixe sua impressão . obrigado

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...