sexta-feira, 23 de abril de 2010

As pessoas sensíveis


As pessoas sensíveis não são capazes
De matar galinha
Porém são capazes
De comer galinha.
O dinheiro cheira a podre e cheira
À roupa de seu corpo
Aquela roupa
Que depois da chuva secou
Sobre o corpo
Porque não tinha outra
O dinheiro cheira a podre e cheira
A roupa
Que depois do suor não foi lavada
Porque não tinha outra.
"Ganharás o pão com o suor de teu rosto."
Assim foi imposto
E não:
"Com o suor dos outros ganharás o pão."
Ó vendilhões do tempo.
Ó construtores
Das grandes estátuas balofas e pesadas
Ó cheios de devoção e proveito
Perdoai-lhes Senhor
Porque eles sabem o que fazem.

Sophia de Mello Breyner Andresen

Wanderley Elian

38 comentários:

  1. Realmente, a Sophia sabe o que fala. E o meu querido, sabe o que faz. Parabéns, Wanderley!
    Beijossssssssssssssssssssssss
    Tenha aquele Dia Maravilhoso. Ainda me pergunta por que venho aqui? Porque sim, teadoro, amigo de sempre***************************

    *************
    "Se não falas, vou encher o meu coração com o teu silêncio, e agüentá-lo. Ficarei quieto, esperando, como a noite Em sua vigília estrelada, Com a cabeça pacientemente inclinada. A manhã certamente virá, A escuridão se dissipará, e a tua voz Se derramará em torrentes douradas por todo o céu. Então as tuas palavras voarão Em canções de cada ninho dos meus pássaros, E as tuas melodias brotarão Em flores por todos os recantos da minha floresta.
    Tagore*

    "Namaskare!"

    + Beijos e tenha um lindo Dia!

    ResponderExcluir
  2. ótimooooooooooooooo...

    As pessoas sensíveis não são capazes
    De matar galinha
    Porém são capazes
    De comer galinha.

    Eu...

    Abração...

    ResponderExcluir
  3. Viver é acalentar sonhos e esperanças, fazendo da fé a nossa inspiração maior.É buscar nas pequenas coisas, um grande motivo para ser feliz!

    Mário Quintana

    Paz e alegrias na sua vida.

    ResponderExcluir
  4. Boa reflexão! Eu sou sensível: não mato e nem como galinhas (ou outros bichos)!
    Bjssss!

    ResponderExcluir
  5. Querido Wanderley...algo muito sério a se refletir, o que que a autora nos coloca...
    Bom final de semana...
    Beijos...
    Valéria

    ResponderExcluir
  6. Não mato, mas como, digamos que eu seja um ser humano não tto evoluido... Qd Sophia escreveu esse poema ela já vivia e conhecia o mundo materialista, consumista, e as pessoas de má-fé, assim como já admirava as pessoas sensíveis e solidárias. Um excelente FDS meu amigo querido. Bjs

    ResponderExcluir
  7. Fortissimo o poema....abraços e otimo f inal de semana.

    ResponderExcluir
  8. Querido amigo Poeta!

    Realmente as pessoas sensíveis são desta forma, e outras coisinhas a mais... Passando rápido e veloz... rsss
    Deixando um grande beijos de luz; e desejar um excelente final de semana.

    ResponderExcluir
  9. Passei para desejar...
    Ótimo final de semana, muita paz e alegria.
    Renata
    http://renatagomesdefarias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Sensibilidade colocado a prova em meu bróder, acho que da pra consciliar as duas coisas, só nao tem coragem de matr e comer aqueles, nunca passou por um momento de sequidão, financeira, emocional, ou ate mesmo espiritual, agora quem vivencia ou ja vivenciou, um passado rescente, assim com muitos, (eus) MATAR E COMER, e questao de sobrevivencia, meu bróder muito agradecido, pela publicação, faaz com que agente acorde, valorize as coisas pequenas da vida que por comodismo acabamos deixando de canto......(como por exemplo, o começo de tudo, qndo ainda era garoto, morava na roça, vendia-se o almoço pra comer a janta, hoje tranquilo apos lutas e lutas, ainda nao venceu mas estabilizoue da valor e tudo que tem, tudo o que doa....) Obrigado por elevar minha auto estima com este poema.

    Marquinhos

    ResponderExcluir
  11. Nossa, profundo... e verdadeiro! De Sophia de Mello Breyner só conhecia os poemas que falam do mar! Diferente!
    Bom fim de semana querido!
    Jr.

    ResponderExcluir
  12. Mundo capitalista.... E o mesmo papo de sempre..

    Ganhar às custas dos outros não é legal.

    Legal o Blog. Té mais. o/

    ResponderExcluir
  13. Que texto maravilhoso, Wanderley!

    Grande reflexão! É como diz Sophia:

    "Eles sabem o que fazem."

    Bjs e inté!

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. O fedor do dinheiro achamos bom, apesar de ser o mesmo das roupas velhas, molhadas e suadas.

    ResponderExcluir
  16. Tu podes até duvidar... mas eu sou sensível. Hehehe! E carnê da baú eu já tenho... uns 5... hahaha!! Hugzzzzzz!

    ResponderExcluir
  17. Apaixonei-me pelos teus poemas como quem se apaixona por um amor.
    Ser sensível é assim...
    beijokas

    ResponderExcluir
  18. "As pessoas sensíveis não são capazes
    De matar galinha
    Porém são capazes
    De comer galinha."

    Nem sei o que comentar!

    ResponderExcluir
  19. si, tremenda reflexión.
    un abrazo

    ResponderExcluir
  20. Adorei!!!

    A Sophia é show.

    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  21. Parece aquele ditado:"Faça o que eu digo,mas, não faça o que eu faço!"
    Quando as pessoas estão fazendo algo errado,tem plena consciência sim. Tudo bem amigo? Estou voltando e vim te deixar um abraço e um beijo. Obrigada pelos comentários. Gosto do cê viu!

    ResponderExcluir
  22. Eu poderia dizer que a vida é assim...
    Incerta, efêmera, porém linda.
    Mas direi apenas que ela é preciosa.
    Uma estrela numa tela de cores infinitas.

    (Sirlei L. Passolongo)


    Beijos perfumados e BOM FDS!!

    ResponderExcluir
  23. As pessoas sensíveis são capazes de matar até gente meu amigo. Belo texto! Abraço

    ResponderExcluir
  24. São aquelas pessoas sanguessugas: vivem às custas dos outros.

    Abraços, Wanderley e um ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  25. Então fica a reflexão "O quão sensivel eu sou!", Fala-se muito e não faz nada!

    Adorei, perfeito.
    Abraços amigo.

    ResponderExcluir
  26. "Ganharás o pão com o suor de teu rosto."
    Assim foi imposto
    E não:
    "Com o suor dos outros ganharás o pão."
    Ó vendilhões do tempo.
    Ó construtores
    Das grandes estátuas balofas e pesadas
    Ó cheios de devoção e proveito
    Perdoai-lhes Senhor
    Porque eles sabem o que fazem.

    Esse tipo de mau caráter é o que mais tem lá em Brasília.

    Belo poema, profundo e bastante verdadeiro.

    Abraços e ótimo sfinal de semana pra ti.

    Furtado.

    Ps= Perdoe-me pela visita.

    ResponderExcluir
  27. De acordo com a circustância eu mato a galinha...
    Mas, pessoas sensíveis podem também matar seu ego causando a sua própria infelicidade.
    Muito real e verdadeiro.
    Abraços

    ResponderExcluir
  28. Eu sou assim, um raio, uma brisa, tenho a graça do mês de maio, a força das águias, mas sou tão pequena diante de todo o milagre. A VIDA.


    (Sirlei L. Passolongo)


    Um beijo sabor vida.....BOM FDS!!

    ResponderExcluir
  29. Olá meu caro amigo Wanderley Elian, poema para muita reflexão...eu, ainda não tinha olhado a sensibilidade por esse ângulo...perdoe-nos senhor, não sabemos o que fazemos.

    paz e harmonia,

    forte abraço

    C@urosa

    ResponderExcluir
  30. EXCELENTE.
    Que o Senhor nos perdoe mesmo, pois realmente sabemos o que fazemos.

    Beijos meu amigo.

    ResponderExcluir
  31. Wanderley,

    Tinha de comentar...amo esse poema de Sophia....bela escolha!!

    Beijos....

    Reggina Moon

    ResponderExcluir
  32. Palavras verdadeiras...
    O mundo,parece ter virado de ponta cabeça.
    Este em SP semana passada, viaje de onibus
    e vi do ES a SP tantos,mas tantos
    pedagios q por fim
    parei de contar.
    Minha companhia disse:Ah pelo menos as estradas
    estão boas.
    Como assim?
    Alem d epagar tudo que ja pagamos de impostos sobre impostos
    achar bom pagar pra ter estradas possiveis?
    O prejuizo da gente que é cidadão
    é descarado:cada pedagio mais de 2 reais, imaginem isso ao longo do dia?
    Sabe o que é lindo?
    Como diz Clarice " É preciso viver apesar ..."
    Então ser poeta é assim, fazer linda poesia como essa do post
    que nos fazem pensar..
    Adorei. Bjins entre sonhos e delírios

    ResponderExcluir
  33. Descobri este cantinho por acaso e gostei muito!

    ResponderExcluir
  34. Como é bom ter o poder de contemplar a união da arte física com a arte poética! Belas imagens! É uma delícia viajar por aqui. Obrigado pelo seu comentário. Visitaremo-nos continuamente. A Sophia, realmente denota o nome de uma filosofia que nunca foge da lógica!

    ResponderExcluir

passou por aqui . deixe sua impressão . obrigado

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...