segunda-feira, 19 de abril de 2010

Destino



Até que venha
me buscar
a morte,
continuarei a 
traçar o meu
destino.
Se o barco é meu,
sou eu o remador,
e não importa a
correnteza, quem
escolhe o porto
sou eu.

Wanderley Elian

45 comentários:

  1. Não vá tão longe , sim?
    Sugiro que peça proteção aos deuses pra remar em aguas mais mansas ,remador! rsrs
    um bom abraço , nos vemos a semana

    ResponderExcluir
  2. "A solidão é como o vento, vai e volta. O amor é como o ar que respiramos, está sempre presente."

    E cá estou eu a agradecer sua presença que tanto alegria me trás.

    Uma semana de muito Amor e Paz!

    ResponderExcluir
  3. Perfeito meu amigo... Assino embaixo suas palavras... Sou dono do bico e faço o que eu quiser...

    Abração...

    ResponderExcluir
  4. Brindemos, todas as manhãs,com um tilintar de rosas.

    E cá estou eu a agradecer sua presença que tanto alegria me trás.

    Beijos perfumados prá voce nesse dia!!

    ResponderExcluir
  5. Que haja porto feliz para tanto destino domesticado!

    Que foto maravilhosa! Parece que o céu não termina nunca. É a eternidade de que Rimbaud falava.

    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  6. obrigada pelo seu carinho e por estar comigo.
    linda poesia tocou fundo e viagei junto com a foto.
    o blog esta um show.
    Que seu dia seja especial!
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Wanderley querido amigo, que lindo seu poema...
    É isso mesmo... somos responsáveis por tudo em nossas vidas...e cuidemos de bem nos conduzir...
    Fiz um poema de barco também, outra hora vou postar...
    Tenha um linda semana...
    Beijos...

    ResponderExcluir
  8. Tão bom poder escolher o seu porto, o seu rio, o seu remo... isso é liberdade. Pior é quando a gente permite que os outros façam as escolhas por nós.

    Beijos e boa semana.
    Linda poesia!

    ResponderExcluir
  9. Lindo! Concordo com tudo. Contudo se eu traço o meu destino, sou barco e remador, pego o remo e bato na morte até afastá-la bem pra longe de mim, ainda que eu esteja no fim!
    Beijos, Wanderley querido.
    Ofereço-lhe o que tenho a oferecer hoje.

    *o amor não se percebe. Não é para perceber. O amor é um estado de quem se sente. O amor é a nossa alma. É a nossa alma a desatar. A desatar a correr atrás do que não sabe, não apanha, não larga, não compreende. O amor é uma verdade. É por isso que a ilusão é necessária. A ilusão é bonita, não faz mal*

    + beijos, amigo.
    Muita obrigada!
    Tenha um belo dia.

    ResponderExcluir
  10. Oi Wanderley, meu querido amigo.

    Perfeito, lindo...quando você poetiza tudo é magia...suas palavras nos leva junto à você.

    Parabéns!

    Beijos com enorme carinho no teu ♥

    ResponderExcluir
  11. O melhor da vida é não termos um porto definitivo, e sim muitas paradas para reabastecimento ... no bom sentido né? se é que existe mau sentido em alguma coisa na vida ...

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir
  12. Wanderley, muito bom. Mas, acho que escolhemos e também somos escolhidos, vivemos numa vastidão maior que nós. Ou não..

    bjs.

    ResponderExcluir
  13. Já vi, meu amigo criativo, que hoje estamos num dia rebelde.[rs] Se você falou, está falado. Vou dar um copy nesse seu barco que, certamente, vai navegar em mares de altas ondas de felicidade, amor e alegria. Você merece!
    Parabéns

    Beijos e uma boa segunda-feira!

    ResponderExcluir
  14. Bom dia, amigo Wanderley.

    As ondas e marés, tomaram de mim, os remos!

    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  15. Eis aí, mais uma instigante questão filosófica!

    Destino x livre Arbítrio = porto escolhido.
    Particularmente, não acredito em destino.
    Aos que acreditam...
    conciliando, destino e livre arbítrio,
    vive-se muito mais feliz.

    Grande Abraço.

    ResponderExcluir
  16. Belissimo, e que essa escolha sempre seja ao caminho do amor,,,num porto seguro....

    p.s. voce conhece algum veneno que mate treinador de futebol burro? se conhece manda pro Adilson...ontem ele ganhou o oscar da burrice...rs..rs...abraços e otima semana....

    ResponderExcluir
  17. Isso isso, devemos escolher onde ir, onde ficar e com quem estar, se tivermos sorte tudo pode dar certo, se for com amor, então, é céu, é tudo de bom! Abração,

    Charlie B.

    ResponderExcluir
  18. Grande Wanderley.Deves sim conduzir o teu barco.
    Te desejo bons ventos e que chegue num porto seguro.
    Seja feliz.

    ResponderExcluir
  19. Quem tem a consciência dessa magnitude tende a saber-se mais e melhor e consegue visualizar a beleza em tudo ao redor. Lindo!

    ResponderExcluir
  20. ...
    Gostei, meu camarada.
    Abraços e boa semana.
    ...

    ResponderExcluir
  21. Agnt faz o trajeto da nossa história e isso faz que tem o orgulho dos nossos passos, não importa quanto tempo vai demorar, remar pode ser cansativo, mas quando chegar, valerá todo esforço!

    Beijão!

    ResponderExcluir
  22. Wanderley!
    No barco da vida que escolheu você é o capitão! O dono das palavras mais bonitas!
    Beijo grande e boa semana.
    Jr.

    ResponderExcluir
  23. O barco perence ao mar, cabe ao remador as vezes tentar mudar a direção a seguir.
    Abs e boa semana.

    ResponderExcluir
  24. "Vacanta" foi de um carinho... hehehehe!!! Hugzzzzzzzzzzz, guri!

    ResponderExcluir
  25. Adooorei...
    to passando pra deixar um beijo...e dividir minhas alegrias..
    bjbjbj

    ResponderExcluir
  26. No caminho, algumas surpresas!
    Adorei!

    ResponderExcluir
  27. Simples, porém profundo. Se és o timoneiro faça-se a sua vontade.
    Abraços

    ResponderExcluir
  28. Simples, porem profundo. Se és o timoneiro faça-se a sua vontade.
    PS: capturei a foto do postr. gostaria de saber quem é o autor, colocarei em meus arquivos.

    ResponderExcluir
  29. Cada um é dono do seu destino. Cada um, portanto, tem que remar seu próprio barco. Por que há, então, pessoas há querer indicar o caminho, né?

    Abraços, Wanderley

    ResponderExcluir
  30. Nossa menino adorei a sua postagem.
    Lindo demais.
    Parabéns.
    Beijokas.

    ResponderExcluir
  31. Que fofo! Muito bom poder traçar o destino! Feliz que quem este direito não é privado! Feliz de ti se como no poema fores! Lindo Blog! Bjo

    ResponderExcluir
  32. adrei..e que deus lhe ouça
    e leia tbm.
    pq é essa metodologia/ideologia que temos que ter.
    rumar num caminho que idealizamos o fim.
    sabendo que será longo.
    e haverá dificuldades.
    sem saber quais...

    e vamos remar....
    com força e determinação q vai!


    enfim
    ótima semana com feriado.
    tiradentes...jesus...
    são todos parecidos.
    ainda bem que um morreu d roupa pra saber diferenciar *-*
    abraços e feliz dia do banco de onibus sem almofada...
    pq viajar sentado é coisa pra poucos.. [momento protesto~]

    ResponderExcluir
  33. Olá amigo!

    Aquilo que está escrito no coração não
    necessita de agendas porque a gente não esquece.
    O que a memória ama fica eterno.

    (Rubem Alves)

    Um beijo no coração!

    ResponderExcluir
  34. Pode até ser assim, mas morrer é apenas mudar a maneira de ver...paz.

    ResponderExcluir
  35. Oi Wanderley. Traga seu barco pra passear em Porto Alegre tb... Queria convidar pra ver meu novo vídeo no Blog: SENTIMENTOS.
    http://sentimentos-jacque.blogspot.com

    Bijo

    Jacque

    ResponderExcluir
  36. Olá! Agradeço sua visita e que me faz trazer ao seu agradavel espaço. Beijos

    ResponderExcluir
  37. Grande Wanderley....adorei!Na verdade, nós somos donos do nosso destino, e vamos onde desejamos chegar, por isso é bom ousar sem medo.


    Uma linda noite professor.

    ResponderExcluir
  38. Olá, Wanderley!

    - Hoje trago-te uma coisa da terra que é bonita e tem lá dentro alegria. Chama-se vinho. Quem bebe fica cheio de alegria. (...) - É muito encarnado e muito perfumado - disse ela - Conta-me o que é o vinho.- (...) O seu sabor não sei contar. Bebe, se queres saber como é. E a menina do mar bebeu o vinho, riu-se e disse: - É bom e é alegre. Agora já sei o que é a terra. Agora já sei o que é o sabor da Primavera, do Verão e do Outono. Já sei o que é o sabor dos frutos. Já sei o que é a frescura das árvores. Já sei como é o calor de uma montanha ao sol.

    Sophia de Mello Breyner Andresen

    Voltei!
    Beijos e durma bem.

    ResponderExcluir
  39. Wanderley,
    A nossa vida é velejada num enormíssimo mar detentor de dissemelhantes emoções. A forma como cada um de nós se guia nesse imenso mar é primordial para o nosso bem-estar. Independentemente do navio, paquete ou barco à vela não tenho a menor incerteza que somos nós que a conduzimos - vida -. Por vezes, às vezes, a brisa ou a tempestade agreste condicionam a viagem, no entanto, a aprendizagem encetada definem sempre o desejado porto de chegada.

    Um sorriso e, desejos de uma viagem navegada pela brisa delicada.

    Ana

    ResponderExcluir
  40. Linda postagem, amigo!!!

    Nós fazemos nosso destino e escolhemos nossos caminhos.

    BeijO

    ResponderExcluir
  41. Concordo c/ vc - Quem dirigi o meu barco, sou eu mesmo; ninguém pode mudar a minha direção; cabe simplesmente a mim a direção...


    Abraçs!

    ResponderExcluir
  42. Oi, Wanderley, a situação está conosco: o barco é seu, tome o leme em suas mãos e conduza seu barco. Se você não o fizer, outros o farão por você. E dizem que a felicidade está em nossas mãos... Não na dos outros.

    Beijos, amigo!
    Tais Luso

    ResponderExcluir
  43. Que maravilha de poema.

    Sucinto e belo.

    Sim, amigo, segure forte o leme, você é quem deve guiar a sua vida.

    Bjs.

    ResponderExcluir

passou por aqui . deixe sua impressão . obrigado

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...