quinta-feira, 15 de abril de 2010

De doer



O que eu quero dizer
não digo e, sem perceber
o que fica, comigo
é o dito pelo não dito

o que tento expressar
não sei, não sai do lugar
e, com o que eu falei
não chego onde queria chegar

É deste modo torto de doer
que tento resumir tudo

e se não me faço entender
mais uma vez
volto a ficar mudo

Marcos Palhares

Wanderley Elian

38 comentários:

  1. Opa, este sou eu... Perfeito... Foi feito pra mim...kkkkkkkkkkkk...

    Abração...

    ResponderExcluir
  2. difícil verbalizar sonhos Wanderley
    e me lembra o que dizia o apostolo Paulo:" porque nao faço o bem que está em mim, mais o mal que nao quero esse faço." mais ou menos isso - o que poderíamos dizer ou fazer muitas vezes trocamos pelo que nao queremos.
    Maluco isso! rsrs
    abraços

    ResponderExcluir
  3. Wanderley,
    O texto magnificente de Marcos Palhares, revela-nos uma sobriedade notória do sentimento que se apodera perante a forma como se reage ou se acomoda as palavras.

    Confesso, que se hipoteticamente o tivesse escrito preferia tê-lo redigido no reverso porque é dessa forma que me vejo e, sinto.

    "O que eu quero dizer
    digo e, apreendo
    que nada fica, comigo
    é o dito pelo dito

    o que expressar
    é convicto, genuinamente sai
    e, com o que eu falei
    Usualmente chego onde queria chegar

    É deste modo genuíno e, prazenteiro
    que resumo tudo

    e, se não me faço entender
    mais uma vez
    Redigo até ficar distinto

    Assim sou eu
    Reversa ao texto omnipotente de De Marcos Palhares
    Ana"

    Um sorriso sincero e, delicado de mim para si.

    Ana

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Wanderley,
    beleza de poema.
    esta semana estou aqui visitando tua terra.
    Que beleza, hein, Belo Horizonte!

    Um forte abraço!

    ResponderExcluir
  5. É o meu inverso.

    Um belo dia meu anjo.

    ResponderExcluir
  6. Loucuras de tentar se fazer entender por essa vida...mas as vezes é bom calar tambem....abraços amigo e um belo dia pra ti...

    ResponderExcluir
  7. Sabe que estava eu assim? Resolvi botar a boca no trombone! Adorei, meu querido! Dias difíceis, sim, mas desistir, jamais dans la vie!
    Beijos e bons Dias, meu querido Wanderley!
    Gracias!

    ResponderExcluir
  8. O TEXTO É LEGAL, MAS A FOTO É... DIGO ESQUISITA!

    ResponderExcluir
  9. Não conseguir passar os sentimentos através das palavras muitas vezes inibe e exclui. Acontece demais. As pessoas se isolam se sentindo inferiores e na verdade não o são.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  10. "Muitas vezes " essa é a minha própria leitura. Apenas com uma ressalva: não consigo ficar muda. Que me dera...[rs]

    Bom dia pra você e por que não, mais um parabéns!!!

    Beijossss

    ResponderExcluir
  11. Bom dia.

    Passei mesmo para ler e deixar um beijo.

    Renata

    ResponderExcluir
  12. Quer saber porque vc é E-S-P-E-C-I-A-L???

    Te espero lá no meu cantinho.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  13. Com um belíssimo texto você nos presenteia.
    Há muito que se pensar nas linhas mas sobretudo nas entrelinhas são inúmeras as possibilidades na palavra inaudita.
    Pensar que a linguagem estrapola os sentidos é pensar que o sil~encio é prenhe de sons e que o não dito as vezes fala mais que mil palavras.

    muito, muito bom.
    abraços

    ResponderExcluir
  14. Wanderley,

    Esse verso me confundiu um pouco...rs Mas acho que a intenção é essa, certo?Fica aqui o dito pelo não dito...bacana, gostei!!

    Te convido a retirar em meu Blog o Sêlo "Esse Blog não me sai da cabeça"...

    Tenha um ótimo dia!!

    Beijos,

    Reggina Moon

    ResponderExcluir
  15. Prefiro minha vida de LOBICES ... tento me fazer entender com as palavras ... se não consigo, tento de novo ... se não consigo, tento de novo ... se não consigo minhas LOBICES vêm à tona ... PORRADA! PORRADA! PORRADA! ... simples assim ...

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir
  16. AMEI
    COMO SEMPRE MARAVILHOSO
    VOU VOLTAR
    BEIJO

    ResponderExcluir
  17. Wanderley...

    Por favor! veja o meu post de hoje.

    Sua criatividade transcende...
    confira resultados.(rs)

    Grande Abraço.

    ResponderExcluir
  18. Bobagens... Temos liberdade de expressão garantida na constituição. A verdade deve ser dita, doa em quem doer...
    Muito legal este poema.
    Namastê!
    João

    ResponderExcluir
  19. Dos ditos ao não-ditos, soçobrados os descaminhos, o poeta é íntegro em dizer que só o espelho dá a face verdadeira. De resto, é palavra muda, espelho em brancas trevas, dissimulação e cegueira. E seu post consegue uma bastante confluência entre imagem e poema.

    abraços!

    ResponderExcluir
  20. Ui! Doeu. Hehehe!!!
    E qtos sabonetes o guri vai querer? Só não vale ficar deixando eles - os sabonetes - caírem de propósito, tá? Hahahaha! Hugzzzzzz!!!

    ResponderExcluir
  21. Wanderley, você escolhe com sensibilidade única os poemas que posta por aqui. Vir ao blog é garantia de boa leitura,

    bjs

    ResponderExcluir
  22. Decerto é na mudez que muitas vezes encontramos as respostas...

    ResponderExcluir
  23. Qnto de nos quer falar mas nao tem coragem, valeu parceiro esse fou um verdadeiro tapa com luva de pelica rsrsrsrsrsr abraço bróder

    Marquinhos

    ResponderExcluir
  24. O que eu quero dizer
    não digo e, sem perceber
    o que fica, comigo
    é o dito pelo não dito

    Lindo.....perfeito.
    Estou voltando...Beijos poéticos prá ti!

    ResponderExcluir
  25. Wander, como é difícil se fazer entender, não é? Mas às vezes enm mesmo nós nos entendemos???? Amei. Bjs

    ResponderExcluir
  26. Oi professor, desejo que tudo esteja bem aí pelas alterosas!
    É deste modo torto reto de poetar que Marcos Palhares resume todo o não dito pelo dito. Grande poema!
    Um abração!

    ResponderExcluir
  27. Uai, me encaixo perfeitamente, pelo menos neste momento de minha vida.

    Quantas vezes aqui venho e me identifico com suas postagens, por isso que amo vir.

    Gosto tanto de ti meu amigo.

    Beijos com carinho imenso.

    Sabe que eu adoraria te conhecer um dia pessoalmente?
    Quem sabe né, pra Deus nada é impossível, e o mundo é tão pequeno, não é mesmo?

    Beijos com carinho enorme pra você.
    Tenha um alinda noite.

    ResponderExcluir
  28. belo poema..de encaixe perfeito.
    Abraços

    ResponderExcluir
  29. Amigo Wanderley,

    É tal e qual como diz.
    Eu não adicionaria mais nada.
    A imagem tem tudo a ver.

    Procure visitar a Casa do Rau, esse e o Diverse Texts and Stories, são mesmos meus Blogs.

    Nos outros todos sou co-administradora ou só colaboradora.

    Beijinhos
    http://naquintadorau.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  30. Amei a imagem... tudo a ver... sabe o que fala...e sente... eh! tudo tem seu tempo e hora certas, não basta querer falar ou calar... Boa nt

    ResponderExcluir
  31. Tudo tem a sua hora, inclusive o silêncio! A imagem é muito criativa!
    Bjkas, muitas!

    ResponderExcluir
  32. O amor é grande e cabe nesta janela sobre o mar. O mar é grande e cabe na cama e no colchão de amar. O amor é grande e cabe no breve espaço de beijar.

    Carlos Drummond de Andrade

    Amor & Paz na sua noite!!

    ResponderExcluir
  33. Uau!
    Figura assustadora, mas de profundo significado!
    grata por sua participação no pimenta!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  34. Oi Wanderley, as palavras dizem tanto mas, não dizem tudo, são limitadas diante da imensidão dos nossos sentimentos! Obrigada por suas visitas no meu blog. A escritora Sônia Rosa é maravilhosa, tem um trabalho infantil que até adulto se encanta. Bjs!

    ResponderExcluir
  35. Que blog de bom gosto! Parabéns!!!
    Karen - Ponta da Piteira

    ResponderExcluir
  36. Excelente poema, amigo!

    Agradeço sua presença em meu blog e aqui estou para visitar-te.

    Grande beijo.

    ResponderExcluir

passou por aqui . deixe sua impressão . obrigado

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...