sábado, 5 de dezembro de 2009

Entrega



A mesa
parecia posta
para um banquete,
no centro,
um candelabro
com velas vermelhas,
na cabeceira, ele,
vestindo terno
de gala,
ordena que sirva
o jantar.
Em passos solenes
entra o copeiro
trazendo
meu coração
na bandeja.

Wanderley Elian

15 comentários:

  1. Amo sua sensibilidade amigo.


    abraços

    Hugo

    ResponderExcluir
  2. Olha só o poeta que se revela, entregando seu coração de bandeja...lindo!
    abraço, ótimo final de semana

    ResponderExcluir
  3. Caraca me remeteu a cerca de dois mil anos atrás, com a cabeça de João Batista servida na bandeja, à Salomé, pelo "bravo" Herodes!
    Amigo meu, não!
    Lhe devolva o coração, já!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Lindo Wanderley. Muito bom saber que seu coração alimenta uma querida pessoa que merece ser feliz e te fazer tbm.
    Muitas e muitas e muitas felicidades.
    Bom final de semana, abçs

    ResponderExcluir
  5. Que entrega deliciosa, doar o coração assim por total.

    Amei Wanderley, você tem um "quê" de especial quando poetisa, eu gosto por demais.

    ResponderExcluir
  6. E que esse coração alimente muito o amor, a paz e a sensibilidade que existe em seus versos...otimo sabado pra ti.

    ResponderExcluir
  7. Querido Wan,

    Que lindo entregar de bandeja o coração a quem sem ama de verdade!...

    Andei sumida, mas agora vou aparecer mais! Estamos no fim da reta, não é mesmo?!

    Beijos, meu querido, tenha um maravilhoso fim de semana!

    ResponderExcluir
  8. Wanderley Elian
    Muito Belos seu poema
    Beijinhos
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  9. Ihh ele aproveitou então hein! :p


    bjuxx

    ResponderExcluir
  10. E assim o amor acontece e se completa. Muito profundo amigo.

    Abraços e um ótimo domingo.

    Furtado.

    ResponderExcluir
  11. Seu coração na bandeja...

    Quem poderia querer mais?

    Belo poema!

    Convido-o a conhecer meus labirintos.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. o banquete...

    gostei do poema, sempre com a criatividade para escrever a flor da pele, neste caso do coraçao rs,

    so que deu um ar de terroz, abraços!

    ResponderExcluir
  13. Caramba... um canibalismo completamente apaixonado! Profundo, hein!

    Apolinário Jr.

    ResponderExcluir
  14. Muito bom o seu poema. Lindo, Wanderley!

    Bjs e inté!

    ResponderExcluir

passou por aqui . deixe sua impressão . obrigado

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...