terça-feira, 17 de novembro de 2009

Primeiro levaram os negros



Primeiro levaram os negros
Mas não me importei com isso
Eu não era negro.

Em seguida levaram alguns operários
Mas não me importei com isso
Eu também não era operário.

Depois prenderam os miseráveis
Mas não me importei com isso
Porque eu não sou miserável

Depois agarraram uns
desempregados
Mas como tenho emprego
Também não me importei

Agora estão me levando
Mas já é tarde
Como eu não me importei com
ninguém
Ninguém se importa comigo.

Bertold Brecht
(1898 - 1956)

Wanderley Elian

18 comentários:

  1. Simplesmente Outono17 de novembro de 2009 00:33

    Gosto de estar por aqui onde justamente por isso estou sempre que posso.
    Não suma da minha estação.
    Gosto do que sempre deixa registrado por lá.
    Desejo uma ótima semana e obrigada de verdade pelo carinho de sempre.
    Minhas folhas secas pra ti com carinho.

    ResponderExcluir
  2. Grande Bertold Brecht, eu também postei esse poema.
    Não é só bonito, é FORTE!
    É forte!
    Chama atenção para a inércia, enquanto não era EU, não me importei.
    Muito forte!
    Excelente escolha.
    Abraços poéticos

    ResponderExcluir
  3. Adorei este texto, que mostra a realidade reciproca de hoje. Vc é amado por quem ama , vc é ajudo por que vc ajuda.....

    Bjs
    e uma otima semana

    ResponderExcluir
  4. como disse Andresa super contemporâneo esta reflexão altamente filosófica de Brecht ...

    precisamos acordar para muita coisa em nossa volta ..

    ;-)

    ResponderExcluir
  5. Essa foi uma solidão buscada. Tudo é recíproco. E vejo mais nesse poema. Preconceito. Quem tem um preconceito, na verdade tem todos,porque vai estar sempre excluindo alguém que a seu ver não lhe é igual.À medida que foram levando um a um preconceituosamente,ele próprio( o personagem do poema) excluía dentro de si, num típico "não é comigo", não se importando com quem ia. Um abraço

    ResponderExcluir
  6. Sensacional, é a pior forma que se tem de descobrir que o mundo não precisa da gente, a gente que precisa do mundo...abraços amigo,,,,otimo dia....muita chuva aqui na nossa BH,,,viu ontem?

    P.S. aqui perto de casa, não só o temporal, como tambem um incendio em uma loja de madeira...terrivel....

    ResponderExcluir
  7. Como é atual esse texto.
    É o que faz a sociedade, principalmente do nosso país. As elites absolutamente "viram a cara" para os menos favorecidos, saem dos prédios luxuosos e não observam, ou fingem naõ ver que no chão ao lado tem um cara dormindo, que milhares de crianças estão jogadas por fome, por abandono ou viciadas em drogas...
    Mas quando lhe roubam um lenço, nossa! Fazem campnha conta a violência, compram espaços na mídia e protestam.
    E agora José!!!
    Abraços.
    ________
    Leia também -> AFOGANDO O GANSO ENTERTAINMENT
    http://jafogandooganso.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  8. Eis aí a importância de sempre lembrarmos e considerarmos a dor do outro.

    O ser humano é social, portanto, quando uma coisa atinge alguém, é provável que acabe atingindo o outro.

    Abraços, Wanderley, e uma ótima terça-feira pra você.

    ResponderExcluir
  9. Se o homem não deixar de ser egoista e pensar só em si, este texto permanecerá nos dias atuais.
    Lindo!
    beijos

    ResponderExcluir
  10. Meus sparabéns, Wanderley, pelo belíssimo post e pela escolha do autor. Sensacional!!!
    Quando visitei o Museu Anne Frank, li o seguinte:
    “Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu...
    Como não sou judeu, não me incomodei...
    No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista...
    Como não sou comunista, não me incomodei...
    No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico...
    Como não sou católico, não me incomodei...
    No quarto dia, vieram e me levaram...
    Já não havia mais ninguém para reclamar...
    ( Martin Niemöler, 1933-símbolo da resistência aos nazistas). Infelizmente, ainda hoje é dado prosseguimento ao poema.A solidariedade é peça rara, meu amigo.

    Um beijo pra você.

    ResponderExcluir
  11. Este texto de Bertold é magnifico, um dos melhores textos que já tive a oportunidade de ler.

    Muito bom gosto, excelente escolha e ocasião para tal post.

    Abração meu caro:D

    ResponderExcluir
  12. É ainda, infelizmente a nossa realidade, cada um por si e os outros que se...

    Quando percebem já é tarde demais.

    Ótima escolha meu amigo.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Muito bom!
    E a vida é bem assim mesmo!

    Beijos e tenha um lindo dia!!

    ResponderExcluir
  14. é assim q só damos valor quando perdemos.
    seja etnicamente
    financeiramente
    familiarmente [existe isso ?]
    enfim...
    mundo hipócrita
    e uma cultura que poderia ser bm mais rica e importante se fosse devidamente valorizada por todos nós..
    uma ótima quArta.
    e o natal está chegando... o dia 20 de novembro tbm...e uma pergunta q não quer calar...
    seria saci perere o papai noel africano?
    e o papai noel do polo norte das neves ¬¬ [pronto desabafei]
    eeeeeeim.....
    abraçooOOoooOo

    ResponderExcluir
  15. Com o meu arco íris venho deixar um beijinho
    Amanhã vou para o hospital militar do porto sou operada 5º feira.
    Se tudo correr bem venho passado poucos dias... Aqui a minha poesia vai continuar gosto muito de ti...




    ARCO-ÍRIS


    É a alegria da vida...
    Vejo no arcoo-íris...
    A união do mundo...
    As cores...
    Estão unidas...
    Estão juntas...
    E formam...
    Apenas um só...

    Mas...
    Sem atropelos...
    Sem emaranhados...
    Sem ódios...
    Cada uma...
    Ocupa o seu lugar...
    E calmamente...
    Encosta-se à cor vizinha...
    E deixa-se embalar...
    Com um suspiro...

    Como eu gostava...
    Que os homens...
    Fossem como o arco-íris...

    Que cada um respeitasse...
    O seu espaço...
    E respeitasse o próximo...
    Para poder também...
    Ser amado e...
    Ser respeitado...


    LILI LARANJO

    ResponderExcluir
  16. Ação e reação, essa é a LEI. Poema perfeito! Vim agradecer a visita e o voto que meu neto seja um homem de bem. Obrigada amigo. estou muito feliz com o carinho,bjão da vovó coruja

    ResponderExcluir
  17. O texto original é de Niemöller; "Quando os nazistas levaram os comunistas, eu calei-me, porque, afinal, eu não era comunista. Quando eles prenderam os sociais-democratas, eu calei-me, porque, afinal, eu não era social-democrata. Quando eles levaram os sindicalistas, eu não protestei, porque, afinal, eu não era sindicalista. Quando levaram os judeus, eu não protestei, porque, afinal, eu não era judeu. Quando eles me levaram, não havia mais quem protestasse"

    ResponderExcluir

passou por aqui . deixe sua impressão . obrigado

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...