segunda-feira, 29 de abril de 2013

A arte de amar



Se queres sentir a felicidade de amar, esquece a tua alma,
A alma é que estraga o amor.
Só em Deus ela pode encontrar satisfação,
Não noutra alma.
Só em Deus ou fora do mundo.
As almas são incomunicáveis.
Deixa o teu corpo entender-se com outro corpo.
Porque os corpos se entendem, mas as almas não.

Manuel Bandeira

Wanderley Elian

quinta-feira, 25 de abril de 2013

O mico



Ontem paguei o maior mico. Cai na rua,ou melhor, me esparramei como batatinha quando nasce.Ia eu todo fagueiro de bermuda e havaianas, aquelas que não soltam as tiras nem têm mau cheio, caminhando rumo à padaria, quando tropecei  no meio fio, e pronto, lá estava eu lambendo o passeio. Confesso que minha maior preocupação era saber se tinha alguém olhando, do que se tinha machucado. E tinha, olhando e rindo. Por alguns instantes pensei: como sair dessa com dignidade. Levantei,  ergui a cabeça, sacudi a poeira e caminhei altivo, como se tivesse acabado de dar um salto ornamental em uma piscina olímpica.
Cair sim, mas perder a pose jamais.

Wanderley Elian

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Tango


Qualquer dia vou dançar um tango.
Não como o último em Paris,
mas como um autêntico portenho
marcado dramático sensual.
Talvez eu dance "la cumparsita"
ou quem sabe "El dia que me quieras",
e quando me quiseres
nunca direi:
"adios muchacho".

Wanderley Elian

ps: para Paulo Roberto S2

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Coisas da vida


Debruçou sobre a mesa e deixou rolar um rio de lágrimas. Por quanto tempo  ali ficou, não sabe, só sabe que quando levantou, teve que acender as luzes da casa.  A porta estava entreaberta, mas deu para ver a cama vazia. Caminhou até ao banheiro, e quando olhou-se no espelho não se reconheceu. Por instantes pensou se tratar de  um pesadelo, mas à medida que a mente clareava, a realidade se lhe apresentava dura e cruel. Abriu a janela para entrar o ar , e percebeu que lá fora a vida continuava. No bar ao lado,  pessoas se divertiam alheias ao seu sofrimento. Pensou ligar para algum amigo, mas desistiu da ideia. Foi até a cozinha ligou a gás e desistiu da vida,  da vida que nunca teve, da vida que se perdeu, quando entregou sua felicidade para o outro tomar conta.

Wanderley Elian

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Contemporaneidade




As flores são de plástico.
O cachorro de pelúcia.
O peixe de vidro.
A roupa sintética.
A comida pré fabricada
Os amigos virtuais.
Os amores platônicos
A solidão real...

Wanderley Elian

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Coração vazio


Contei todas as estrelas, faltava uma.
Talvez ela tenha desistido de brilhar,  ou estava cansada  e foi dormir mais cedo.
Só sei que ficou um vazio no céu.
Assim como fica um vazio no coração de quem não ama porque tem  medo de sofrer.

Wanderley Elian

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Os filhos



Vossos filhos não são vossos filhos.
São os filhos e as filhas da ânsia da vida por si mesma.
Vêm através de vós, mas não de vós.
E embora vivam convosco, não vos pertencem.
Podeis outorgar-lhes vosso amor, mas não vossos pensamentos,
Porque eles têm seus próprios pensamentos.
Podeis abrigar seus corpos, mas não suas almas;
Pois suas almas moram na mansão do amanhã,
Que vós não podeis visitar nem mesmo em sonho.
Podeis esforçar-vos por ser como eles, mas não procureis fazê-los como vós,
Porque a vida não anda para trás e não se demora com os dias passados.
Vós sois os arcos dos quais vossos filhos são arremessados como flechas vivas.
O arqueiro mira o alvo na senda do infinito e vos estica com toda a sua força
Para que suas flechas se projetem, rápidas e para longe.
Que vosso encurvamento na mão do arqueiro seja vossa alegria:
Pois assim como ele ama a flecha que voa,
Ama também o arco que permanece estável.

Gibran Khalil Gibran

Wanderley Elian

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Angústia


Abriu e fechou a geladeira mais e dez vezes, sem saber o que procurava.
Pegou o controle da TV, passou por todos os canais, e não parou em nenhum.
Tentou ler um livro, mas não passou da metade da primeira página.
Fumou um maço e meio de cigarros.
Roeu todas as unhas, e o telefone não tocou...

Wanderley Elian

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...