segunda-feira, 8 de abril de 2013

Os filhos



Vossos filhos não são vossos filhos.
São os filhos e as filhas da ânsia da vida por si mesma.
Vêm através de vós, mas não de vós.
E embora vivam convosco, não vos pertencem.
Podeis outorgar-lhes vosso amor, mas não vossos pensamentos,
Porque eles têm seus próprios pensamentos.
Podeis abrigar seus corpos, mas não suas almas;
Pois suas almas moram na mansão do amanhã,
Que vós não podeis visitar nem mesmo em sonho.
Podeis esforçar-vos por ser como eles, mas não procureis fazê-los como vós,
Porque a vida não anda para trás e não se demora com os dias passados.
Vós sois os arcos dos quais vossos filhos são arremessados como flechas vivas.
O arqueiro mira o alvo na senda do infinito e vos estica com toda a sua força
Para que suas flechas se projetem, rápidas e para longe.
Que vosso encurvamento na mão do arqueiro seja vossa alegria:
Pois assim como ele ama a flecha que voa,
Ama também o arco que permanece estável.

Gibran Khalil Gibran

Wanderley Elian

44 comentários:

  1. Isso me lembrou a questão da ideia de onipotência das pessoas que têm filhos...
    Eu tenho 37 anos, não tenho filhos nem nunca quis ter, mas percebi ao longo da minha vida essa ideia de quem tem filhos em se sentir, em maior ou menor grau, de forma explítica ou implícita, superior a quem não tem. E sempre querendo dar a entender que sabe mais sobre todos os assuntos do que quem não tem.
    Se você me permite, vou transcrever aqui um questionamento que fiz em outro site (do Yahoo!) há alguns anos atrás:

    A maioria das pessoas que têm filhos acham que sempre sabem o que é o melhor pros filhos delas ou pra quem tem a idade dos filhos delas, acham que sempre sabem o que é o mais certo em qualquer situação que envolva os filhos delas, acham que sempre têm mais inteligência do que quem não tem filhos...
    Já que é assim, por que alguns deles querem chegar exatamente pra quem não tem filhos e conversar sobre filhos? Afinal, já que eles são tão perfeitos e sempre sabem de tudo tão melhor do que os outros, pra quê se consultar com quem não tem esse nível todo de perfeição? Afinal, já que eles sempre sabem o que é o melhor, eles já devem saber tudo sobre filhos, né? Não precisam se consultar com os humanos mortais que tem por aí.

    ResponderExcluir
  2. Maravilha de texto! abração,linda semana,chica

    ResponderExcluir
  3. oi Wan,

    que bela escolha,
    o passar dos anos foi me mostrando isso,
    os filhos não me pertencem...


    beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Eles não nos pertencem, mas nos completam inteiramente!

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  5. Graças a Deus e a mim mesmo, não tenho filhos ... quem os tem q se resolva com este problema de meus, seus, nossos e vossos ... simples assim ...

    ResponderExcluir
  6. Meu querido, escolha ímpar!
    Amo Gibran, e ao falar sobre os filhos, disse tudo...apesar deu não ter aprendido ainda a lidar com o desapego quando o assunto é estar distante de um filho meu...coisas dessa sua amiga aqui...rs.

    Beijos de uma deliciosa semana.

    ResponderExcluir
  7. Bom Dia garoto sorriso.
    Que maravilha de texto amigo
    Wanderley ..
    O fato de não nos pertencem resta o consolo de
    de zelar e educar o amor maior da nossas vidas.
    Foi assim com meus pais crescemos voamos atrás
    dos nossos sonhos assim também os
    meus voaram resta o consolo de saber
    estão distante que udo valeu a pena.
    Beijos amigo.
    Linda semana.

    ResponderExcluir
  8. Meu querido prof Elian, o prazer é sempre de boa su´presa ao vir aqui, este poeta me remete imediatamente para uma período de minha vida que o li muito, e o tema, muito pertinente, pois fiz minha escolha (até agora, eu ainda sou o filho), mas aprendi a respeitar este amor de pais para com os filhos que beira o exagero, para quem está de fora, aprendi a respeitar isso, é um amor único e incondicional; mas Gibran nos avisa de uma grande realidade, deve-se prepara os filhos para a vida, e esta a Deus pertence.
    ps. Meu carinho meu respeito meu abraço.

    ResponderExcluir
  9. Que lindo texto amigo!
    Gibran é um Mestre. Amo tudo dele!

    Boa semana!

    ResponderExcluir
  10. Oi Wanderley
    Já conhecia esse poema do Kall Gibran, mas é lindo mesmo! E é a mais pura realidade, temos que ter consciência disso!
    Bjos.

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Wan
    Gibran
    penso que a família é o referencial para o crescimento e desenvolvimento dos filhos... bem estruturada, a individualidade de cada um é preservada, há respeito, clareza e sinceridade. E a realidade é que precisamos aprender a criar e liberar nossos filhos para a vida...
    Obrigado pelo carinho de sempre
    Boa semana
    Abraços

    ResponderExcluir
  12. Somos filhos do UNIVERSO... Somos impulsionados para a VIDA de um mundo maior... Somos livres, apesar das famílias acharem o contrário...
    Um grande abraço, meu amigo!
    Linda semana

    ResponderExcluir
  13. E ainda tem gente que se dizem donos dos filhos, impondo atributos e sanções que não lhe caba.
    É uma verdade verdadeira. (com redundância e tudo)
    Abraço

    ResponderExcluir
  14. Gibran Khalil, tem textos ricos em aprendizados, este foi uma bela escolha.

    ResponderExcluir
  15. Querido amigo, texto maravilhoso. Tenha uma linda semana. Beijokas

    ResponderExcluir
  16. Filhos: um decreto ,uma lei que jamais será revogada. Sofrer e amar pro resto da vida.
    beijo!!!

    ResponderExcluir
  17. Precisamos aprender e mais que isso colocar em prática.
    Fácil não é. Mas muito necessário.
    Beijos, boa semana.
    Lis

    ResponderExcluir
  18. Gibran Khalil, pensador, filósofo nos deu um texto muito rico,o qual você inteligentemente nos presenteou em seu blog.Se não me falha a memória esse texto foi tirado de sua obra "O Profeta", para responder a um questionamento de uma mãe. Texto que nos faz refletir sobre a imposição que fazemos com "NOSSOS" filhos.Foi bom ler e parar para pensar. Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  19. Nossa,eu amo essa poesia!A unica vez que fiz teatro na vida (na escola) recitei essa poesia!Grande lição de vida!bjs e boa semana!

    ResponderExcluir
  20. Olá! Gibran... sem comentários! Adorei o comentário de Leo Natura, que como eu, não tem filhos.

    ResponderExcluir
  21. Até dói de tão verdadeiro!
    Beijinho

    ResponderExcluir
  22. Esse poema é lindo ...
    Profundo e reflexivo.
    Bjos achocolatados querido. Que bom que foi me visitar.

    ResponderExcluir
  23. Muito bom Wanderley, estou com esse livro aqui na mesa de trabalho, edição antiiigaaaaa, mas as palavras sempre atuais. Essa parte em questão é difícil, aos pais mais tradicionais, de aceitar e compreender.

    Abraços e linda vida!

    ResponderExcluir
  24. Os filhos são nossos até um certo tempo depois voam para o seu destino tornam-se independentes. Na hora do reencontro é muito bom receber aquele abraço apertado como a querer dizer sou vosso filho/a.Abraço

    ResponderExcluir
  25. Pensamentos que nos atormentam pela verdade de cada filho criado no nosso coração.
    Belo demais saber que partem carregando uma parte de nós. Ainda que não queiram levarão para a vida palavras e cores que foram as nossas

    Aceitar os filhos e deixar que cresçam com qualidades e formação humana e espiritual é obrigação de todos os pais.
    Modelá-los segundo os nossos critérios ou as nossas escolhas será de todo roubar-lhes as suas escolhas e os sonhos...

    ResponderExcluir
  26. Eis um texto que muitas mães precisam ler, pois sinto a cada dia mais a superproteção; claro, devido a tanta violência, mas precisa-se ter mais cuidado! abraços

    ResponderExcluir
  27. olá meu querido
    passando aqui pra desejar uma semana cheia de coisas bacanudas

    beijos

    ResponderExcluir
  28. Olá, Wanderley!
    Muito bom, mesmo! Infelizmente a maioria da mães querem passar bem longe disso... Abraço

    ResponderExcluir
  29. Veríssimo disse que não são os pais que fazem os filhos ,só faz o layout depois eles mesmos fazem a arte-final.
    E Gibran complementa: "podeis esforçar-vos por ser como eles, mas não procureis fazê-los como vós..."
    Muito bom Wander
    abraços pro filhote rs

    ResponderExcluir
  30. Esse texto é lindo! Wanderlei, um ótimo dia!!!

    ResponderExcluir
  31. Oi, Wanderley, linda mensagem de Gibran. Eu costumo utilizar em todas as homenagens que faço ao meu filho mais velho essa citação de um jornalista americano, Hodding Carter : “os dois maiores presentes que podemos dar aos filhos são raízes e asas”. Verdadeiríssimo. Fiz isso com o meu mais velho e não me arrependo. Só colhi alegrias, coisas boas demais até hoje. Belo post!

    Bjuxxx

    ResponderExcluir
  32. Oi Wanderlei.
    Adoro seu blog.
    Acrescentei seu blog a minha lista de blogs amigos e gostaria de lhe pedir a gentileza de acrescentar o meu blog a sua lista.
    Desde já,obrigado.

    http://flormagiaepoesia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  33. Filhos são nossas alegrias, amá-los é o melhor que fazemos.

    Belíssima mensagem para começar a semana.

    Um grande beijo para você.

    ResponderExcluir
  34. Adoro essa sabedoria
    que nos acalma e nos transforma.
    Linda semana querido Wanderley!
    Bjins
    entre sonhos e delírios
    Catiaho Alcantara/Reflexo d'Alma

    ResponderExcluir
  35. " A vida não anda para trás..." mas podemos aprender muito com o arqueiro!...
    Beijinhos.
    Boa continuação da semana! ✿
    ✿✿彡

    ResponderExcluir
  36. Perfeito cada filho tem sua história para fazer....não importa o tempo que dure....
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  37. M A R A V I L H O S O !
    Ah, meus filhos que não são meus.
    O amor é infinito.
    Bom dia Wanderley.
    Xeross

    ResponderExcluir
  38. EXCELENTE Y REFLEXIVO TEXTO.
    UN ABRAZO

    ResponderExcluir
  39. Oi Wanderley!Hoje vim reler os seus textos e agradecer sua visita!bjs,

    ResponderExcluir
  40. Oi Wan, tudo bem?
    Esse texto do Gibran é lindo né?
    Ela não esqueceu ninguém daqui de casa sabe, conversa, mas as vezes ela fica sem saber onde tá, tem dia que conversa pelos cotovelos, rs
    Bjo menino

    ResponderExcluir
  41. Um texto que lemos e jamais esquecemos. Oportuno e sem época. Abraços!

    ResponderExcluir
  42. Infelizmente há muitos pais que acham que seus filhos pertencem a eles.
    Mas há de tudo neste mundo.
    Beijooooo!

    ResponderExcluir

passou por aqui . deixe sua impressão . obrigado

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...