sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Percepção



Quando a porta
fechou
tudo ficou na penumbra,
apenas uma tênue
luz
entrava pela fresta
da janela.
Sobre a mesa
o diário em branco
onde ele deveria
ter escrito
sua história.
Agora,
já não sabe mais
o que escrever,
apenas chora pela vida
que passou lentamente
como areia de ampulheta
e ele nem percebeu
que chegara o
fim.


Wanderley Elian

25 comentários:

  1. Meu querido
    Lindo poema...adorei

    Um beijinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  2. Muito lindo, amigo querido.
    Que o seu dia seja maravilhoso.
    Beijos da Rê

    ResponderExcluir
  3. SABE ELIAN,
    DE REPENTE ME DEI CONTA QUE ESTOU COM QUASE 50 ANOS...O CORRE CORRE DO DIA A DIA NÃO NOS DEIXA PERCEBER QUE A VIDA PASSA VOANDO...
    LINDO POEMA TIPO PARA REFLETIR
    BJIM TÉ +

    ResponderExcluir
  4. Wanderley a vida é assim mesmo, o tempo voa mais saiba que o mais importante e que temos a oportunidade de viver e vivenciar isso!

    ps: tomara que meu cel agora dure ne rs!

    ResponderExcluir
  5. É por isso meu amigo,,,que nessa vida, temos que nos arrepender do que fizemos,,sem medo,,,pra não ficarem esses vazios na alma....abraços e otimo final de semana.

    ResponderExcluir
  6. Passar pela vida e não deixar lembranças... Para quê viver?
    Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Parabéns!!! Seu blog acaba de receber o Troféu de Destaque GB 2010 na Gazeta dos Blogueiros. Como prêmio o link do seu blog ficará exposto por 7 dias na página principal da GB. Venha receber o seu troféu e garantir sua participação no The Best GB 2010.
    Gazeta dos Blogueiros (http://www.gazetadosblogueiros.com/)

    ResponderExcluir
  8. E ponto final...
    Resta apenas o silêncio...

    Grande poeta, é um prazer ler suas poesias, ativa me criatividade.
    Muito obrigada pela visita e comentário.
    Abraços

    ResponderExcluir
  9. ...isso, as vezes deixamos de escrever, linda metáfora, as vezes deixamos de Viver o que gostariamos e se tentassemos talvez conseguissemos...ah! esses medos que permeiam a vida, neh!

    Viver e Amar
    Amar e Viver
    Viver para Amar...

    Beijos de Luz!

    ResponderExcluir
  10. Bom dia.

    Ouvi certa vez que uma página em branco sempre poderá ser preenchida, se tarde ou cedo não importa, e lágrimas não apenas molham o papel conta sua história, assim, como o riso, a raiva, isso se chama viver mesmo que nem se dê conta, folha de um diário em branco.

    Lindo poema, lindo mesmo.

    Renata

    ResponderExcluir
  11. Tempo, tempo...és um dos Deuses mais lindos..

    abraços


    Hugo

    ResponderExcluir
  12. Viver cada momento sempre porque a vida é uma só.
    E ela é bela,quando abrimos a porta para desafios e conquistas.

    ResponderExcluir
  13. Oi Ellian,

    E não é isso que acontece com todos nós quando perdemos o sentido da vida? Reconhecer no tempo o significado daquilo que nos cerca pode ser o diferencial no modo de aproveitar a vida e o tempo.
    Bju

    ResponderExcluir
  14. O tempo voa né meu amigo, e muitas vezes deixamos pra depois e esse depois não vem, pois tudo se acaba antes.

    Eu amo teu jeito de escrever.

    Beijos meu amigo querido.

    ResponderExcluir
  15. Valeu, queridão!!! Ótimo fds pra vc!!! Abraços!

    ResponderExcluir
  16. Lindíssimo, Wanderlery. É o ora amado ora adiado tempo. Temos que estar alerta a ele.
    Parabéns,excelente!!
    Beijosss

    ResponderExcluir
  17. A princípio, ainda na adolescência, pensamos ter o infinito pela frente; é a ilusão dos jovens. Mais um pouquinho, já adultos, percebemos que estamos correndo contra o tempo para fazermos, fazermos... E, mais um pouquinho, veremos que só fizemos, que só adquirimos coisas, mas nunca vivemos realmente. Então tentaremos arrumas as coisas para sermos felizes por pouco tempo.

    Belo poema.
    Bjs, amigo.
    Tais luso

    ResponderExcluir
  18. Isso!
    Deixem, para o fim, o diário.
    Que sua última folha em branco seja
    A última folha de ponto a ser assinada.
    Depois de tudo encerrado
    Fechem também o coração.
    Que seu fadigado esforço,
    O seu último grito abafado,
    Seja a sirene que anuncia
    O fim do expediente.

    Do último expediente.

    Tácito

    ResponderExcluir
  19. Pena que demoramos tanto para valorizarmos nosso tempo.
    Lamentavel passar pela vida e não viver.

    ResponderExcluir
  20. Querido Wan,

    Não basta estarmos vivos, é necessário sabermos realmente VIVER! Temos que ser personagens principais da vida e, não, mero expectadores, não é verdade?!

    Beijo!!

    ResponderExcluir
  21. Nota 1000 Wanderley!!
    Teus textos estão cada vez melhores.
    abs

    ResponderExcluir
  22. Tenho esse medos às vezes, em uma hora qualquer da vida ver que tudo passou e muitas coisas foram em vão.

    Beijo, querido amigo!!!

    ResponderExcluir
  23. Ah, primeiro dos 'teus' que estou lendo (estou voltando no tempo aqui no seu blog) e gostei muito. Não é ruim que não tenhamos em Contagem um lugar onde almas poéticas possam trocar idéias e palavras?

    Tenho uma amiga blogueira na inglaterra, e ela comentava outro dia que frequenta esse pub em londres onde se reúnem os poetas anônimos para saraus semanais. Eles se conhecem, conversam e há um momento especial onde cada um que desejar fazê-lo, pode declamar um poema de sua autoria. Isso não é o máximo?!!! Fiquei com um pouco de inveja (branca) dela. =P

    Beijo sempre carinhoso.

    ResponderExcluir
  24. percepção! Gosto dessa palavra, pois cada um de nós tem uma percepção diferente, por exemplo, sobre uma flor encostada no muro.

    ResponderExcluir

passou por aqui . deixe sua impressão . obrigado

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...