sábado, 30 de outubro de 2010

Receita cazêra Minêra de Minas


Moi de repôi no ái i ói

Ingrdienti
5 denti di ái
3 cuié di ói
1 cabess di repoi
1 cuié de mastumati
sá  gosto

Modi fazê
Casca o ái, pica o ái i soca o ái cum sá
squenta o ói, foga o ái socado nu ói quenti,
pica o repoi beeeeemmm finim
junto cum o ái fogadu,
pô a mastumatii mexi cum cuié,
pra fazê o môi.
Siva cum arôis fresquim i meleti
"Isso é bom dimais da conta sô...

Wanderley Elian

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Casa de chá


A casa da velha senhora fica na encosta do morro, tão bem situada que dali se aprescia o bairro inteiro e o mar é uma de suas riquezas visuais o bairro inteiro. E o mar é uma de suas riquezas visuais. Mas o terreno em volta da casa vive ao abandono. O jardineiro despediu-se há tempo; hortelão, não se encontram nem por milagre. A velha moradora resigna-se a ver crescer tiririca na propriedade que antes era um brinco. Até cobra começou a passear entre a folhagem, com indolência; é uma cobrinha de nada, mas sempre assusta.
O verdureiro que faz ponto na rua lá em baixo ofereceu-se para matá-la. A boa senhora reluta, mas não pode viver com uma cobra tomando banho de sol junto ao portão e a bicha é liquidada a pau. Bom rapaz, o verdureiro, cheio de atenções para com os fregueses na ocasião, um problema o preocupa: não tem onde guardar à noite a carrocinha de verdura.
Ora, o senhor pode guardar aqui em casa. Lugar não falta.
Muito agradecido, mas vai incomodar a madame.
Incomoda não, meu filho.
A carrocinha passa a ser recolhida nos fundos do terreno. Todas as manhãs o dono vem retirá-la, trazendo legumes frescos para a gentil senhora. Cobra-lhe menos e até não cobra nada. Bons amigos.
_ Madame gosta de chá?
Não posso tomar, me dá dispesia, me põe nervosa.
Pois eu sou doido por chá. Mas está tão caro que nem tenho coragem de comprar. Posso fazer um pedido? Quem sabe se a madame, com esse terreno todo sem aproveitar, não me deixa plantar uns pés, pouquinha coisa, só para o meu consumo?
Claro que deixa. Em poucas horas o quintal é capinado tudo ganha outro aspecto. Mão boa é a abandonada. Não faz mal que a plantação se vá descendendo por toda a área. A velha senhora sente prazer em ajudar o bom lavrador. Alegando que precisa fazer exercício caminhando com cautela, pois enxerga mal, ela rega as plantinhas, que lhe agradecem a atenção, prosperando rapidamente.
_Madame sabe: minha intenção era uma só uma pequena quantidade. Mas o chá saiu tão bom que os parentes vive me pedindo um pouco e eu não vou negar a eles. É pena madame não experimentar, mas não aconselho: se faz mal, não deve mesmo tocar neste chá.
O filho da velha senhora chegou da Europa esta noite. Lá ficou estudando. Achou a mãe lépida, bem disposta.
_ E eu trabalho, sabe, meu querido? Todos os dias rego a plantação de chá que o moço me pediu licença para fazer no quintal. Amanhã de manhã você vai ver a beleza que está.
O verdureiro já havia saído com a carrocinha. A senhora estende o braço, mostra com orgulho a lavoura, pelo esforço em comum, é também um pouco sua.
O filho quase caiu duro:
_ A senhora está maluca? Isso nunca foi chá, nem aqui nem na Índia, isso é maconha, mamãe!

Carlos Drummond de Andrade

Sugestão da minha amiga
Lívia Azzi

Wanderley elian








quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Nós dois


Somos dois:
Só eu, e eu só.
Só eu
sei onde quero
chegar,
com quero
conviver
que armas usar.
Eu só,
me recolho,
me escondo
 me camuflo.
Nós dois nos
completamos.

Wanderley Elian

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Opção fatal


Queria agradar
mas estava em dúvida
que roupa usar.
Resolveu não usar
nada...
Agradou em cheio.

Wanderley Elian

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Fogo-fátuo


Ela é uma mina versátil
o seu mal é ser volúvel
apesar do seu jeito volátil
nosso caso anda meio insolúvel

se ela veste seu manto diáfano
sai de noite e só volta de dia
eu escuto os cantores de ébano
e espero ela chegar da orgia

ela pensa que eu sou fogo-fátuo
e me esquenta em banho-maria
se estouro sou pior que o átomo
ainda afogo esse nega na pia.

Chacal

Wanderley Elian

sábado, 23 de outubro de 2010

Os dez mandamentos dos bahianos



01 - Viva para descansar.
02 - Ame a sua cama, ela é seu templo.
03 - Se ver alguém descansando, ajude-o.
04 - Descanse de dia para poder dormir à noite.
05 - O trabalho é sagrado, não toque nele.
06 - Nunca faça amanhã, o que você pode fazer depois de amanhã.
07 - Trabalhe o menos possível; o que tiver para ser feito, deixe que outra pessoa faça.
08 - Calma, nunca ninguém morreu por descansar, mas você pode se machucar trabalhando.
09 - Quando sentir desejo de trabalhar, sente-se e espere que ele passe.
10 - Não se esqueça, trabalho é saúde. Deixe o seu para os doentes.

Publicado no blog "Ecos da cultura popular"

Wanderley Elian

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Inscrição na Areia


O meu amor não tem
importância nenhuma.
Não tem o peso nem
de uma rosa de espuma!

Desfolha-se por quem?
Para quem se perfuma?

O meu amor não tem
importância nenhuma.

Cecília Meireles


quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Ponto final


Estava ali ,como uma bola parada.
E, a cada momento, eu via no seu olho
a vontade de querer parar o mundo em si.
Longo caminho onde a rosa se move
Como um floco de neve viajante do vento,
Triste estrada sem se esperar o porvir.
Estava ali, e os olhos doíam de partida.
E a noite se fazia mais negra e mais vadia
Como um cachorro vagabundo e solitário
Parado na rua à espera da morte,
Molhado de cores e de cubos de Dali.

Genildo Mota Nunes

Wanderley Elian

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Voltei !!!

Após 10 dias de ausência, voltei para recomeçar a rotina. Foram 10 dias inesquecíveis na cidade de Aracaju, conhecendo suas belezas e sua gente. Amei tudo que vi, um lugar realmente imperdível.
Aproveito para agradecer ao amigo Adeilson do blog ADpontocom, que nos recebeu em sua terra, e não mediu esforços, para transformar  nossa estada, em dias maravilhosos. Isso prova que amigos virtuais podem se tornarem grandes amigos reais. Espero um dia ter a oportunidade de retribuir tanto carinho.
Valeu amigão
Seguem algumas fotos da viagem

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Repressão social


O caixão de defunto - que obviamente contem alguém vivo,
é a Couraça Muscular do caráter, isto é
Toda a força que a pessoa faz afim de
NÃO FAZER aquilo que deseja
aquilo de que gosta
aquilo de que precisa
As pessoas vivem duras - encolhidas ou orgulhosas mas duras
de medo - de fazer o que lhe passa pelas cabeças
de raiva -de NÃO fazer o que lhes passa pelas cabeças
medo dos outros
raiva dos outros
que não deixam.

José Angelo Gaiarsa

Wanderley Elian

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Dever de sonhar


Eu tenho uma espécie de dever, de dever de sonhar
de sonhar sempre,
pois sendo mais do que
um espectador de mim mesmo,
eu tenho que ter o melhor espetáculo que posso.
E assim construo a ouro e sedas,
em salas supostas, invento palcos, cenário para viver o meu sonho
entre luzes brandas e músicas sensíveis.

Fernando Pessoa

Wanderley Elian

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Eu, Tu, Ele



Tateio, tateias, tateia. Ou tateamos, eu e tu, enquanto ele se movimenta sem dificuldade entre as coisas? Sei pouco de ti, apenas suspeito da tua existência, desde quando descobri que nem eu nem ele éramos os donos de certas palavras. Como se tivesse percebido um espaço em branco entre mim e ele, e assim - por exclusão, por intuição, por invenção - te adivinhasse dono desse espaço entre a luz dele e o escuro de mim. Tateias, também? De ti, quase não sei. Mas equilibras o que entre ele e mim é pura sombra.

Caio Fernando Abreu

Wanderley Elian

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Depois do amor


Depois, o compromisso.
Os corpos retomam suas fronteiras.

Essas pernas, por exemplo, minhas.
seus braços o trazem de volta.

Nossos dedos, nossos lábios
admitem sua propriedade.

Nada mudou, exceto
o momento em que

o lobo, o lobo ávido
que fica fora do eu

deita-se suavemente, e dorme.

Judith Viorst

Wanderley Elian

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Caos



Há um momento na vida
de terror definitivo,
de fracasso tremendo,
de sangrar a ferida.
Nada rende,
não há remendo,
nem consolo,
nem saída;
luta perdida.
A lágrima não significa,
o amor cruza os braços,
a saudade diz que vai,
e fica.

Ivone Boechat


Wanderley Elian

terça-feira, 12 de outubro de 2010

A moça e o trem


O trem de ferro
passa no campo
entre telégrafos.
Sem poder fugir
sem poder voar
sem poder sonhar
sem poder ser telégrafo.

A moça na janela
vê o trem correr
ouve o tempo passar.
O tempo é tanto
que se pode ouvir
e ela o escuta passar
como se outro trem.

Cresce o oculto
elástico dos gestos:
vê planta crescer
sente a terra rodar:
que o tempo é tanto
que se deixa ver.

João Cabral de Melo Neto

Wanderley Elian

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Duplex



Só porque é / florida
Primavera / é a estação
minha emoção / que pulsa
está / com o coração
a flor / que se sente
da pele. / dentro d'agente 

WanderleyElian/Saozita

Saozita

sábado, 9 de outubro de 2010

Tristeza do Jeca


Joaquim chega em casa abatido, cabisbaixo e Maria vai logo perguntando:
- O que houve, Joaquim? Aconteceu alguma coisa?
- Uma tragédia, Maria! Uma tragédia! Estive no doutor essa tarde e ele disse que vou ter que ser castrado!
- Castrado, Joaquim! Espanta-se ela? - Mas o que é que você tem?
- Peguei um tal de colesterol! E a unica solução , vai ser cortar os ovos.

Wanderley Elian

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Aviso aos navegantes




Queridos amigos e amigas


De amanhã até o dia 19, estarei conhecendo as praias de Aracaju (êta vida difícil!), portanto impossibilitado de visitar seus respectivos blogs. Minhas postagens ocorreram normalmente e espero que esse não seja um tempo suficiente para se esquecerem de mim. Quando voltar , aos poucos irei colocando minhas visitas em dia. Sentirei saudade


Beijos e abraços


Wanderley Elian







Bom dia!!!


Só existem dois dias no ano em que nada pode ser feito.
Um se chama ontem, e outro se chama amanhã, portanto,
hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e sobretudo
viver.

Dalai Lama 

Wanderley Elian

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Desencanto




A bebida,
o cigarro,
a música,
a solidão...

a bebida acabou,
o cigarro apagou,
a música parou,
só restou a
solidão.

Wanderley Elian

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Amigos de conveniência


A amizade quase sempre é a união de uma parte da mente com uma parte da mente de outra pessoa; as pessoas só são amigas em determinadas ocasiões.

George Santayana

Wanderley Elian

terça-feira, 5 de outubro de 2010

O "Eu"


Quando digo "eu", quero dizer uma coisa absolutamente unica,
que não deve ser confundida com nenhuma outra.

Ugo Betti

Quem é aquela criatura presunçosa que ousa manter-se de pé sozinha? Respondemos - com orgulho, com embaraço: "Sou eu". Esse "Sou eu" é uma declaração da consciência do próprio ser - de alguns dos seres que somos ou que fomos, ou que poderemos ser. Nosso corpo e nossa mente, nossos objetivos e funções, nossos desejos e limites, nossos sentimentos e capacidades, todos, e mais ainda, estão contidos dentro daquelas duas palavras.

Judith Viorst 

Wanderley Elian

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Tô ficando doido


Ontem perdi meu celular, dentro de casa. Não que eu seja dependente, pelo contrário, na maioria das vezes quando saio, acabo esquecendo de levar, mas eu precisava de um número que só tinha em sua agenda. Depois de vasculhar todas as gavetas,armários, virar tudo de cabeça para baixo, tive uma idéia, que tenho certeza, nenhum de vocês teriam: liguei do fixo para ele (gênio), não adiantou nada, o peste estava no silencioso. Continuei a temporada de caça ao celular, sem resultado efetivo. Conclui que o havia perdido na rua. Liguei rapidamente para a operadora e pedi para bloquear. Mais tranquilo, porém ainda chateado, resolvi tomar uma cerveja, tamanho foi o meu espanto ao abrir a geladeira e ver que o danado estava lá dentro se refrescando.
Agora eu  pergunto: Como isso foi para lá?
Só  existem duas alternativas, ou celular tem pernas, ou tô ficando doido.

Wanderley Elian

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Angústia


Detesto as verdades
absolutas,
odeio as coerências
monótonas,
não suporto o politicamente
correto.
Tenho que transgredir,
pois só assim
consigo me 
entender.

Wanderley Elian
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...